Seminário é fechado devido a recusa do clero em obrigar os fiéis a receber a Comunhão na mão

“Fiéis têm direito de receber comunhão na boca.”

O porta-voz da diocese argentina de San Rafael explicou que a decisão de encerrar o seminário foi tomada pela Santa Sé devido à “desobediência” da maioria dos padres do seminário de San Rafael, recusando-se a dar a comunhão apenas na mão como ele havia decidido seu bispo. O clero afirma que os fiéis têm o direito de receber a comunhão na boca.

Em declarações à TVA El Nevado, o Padre Antonio Álvarez, assegurou que a Congregação para o Clero decidiu encerrar o seminário da diocese de San Rafael devido à indisciplina de grande parte dos padres diocesanos ao recusar-se a compelir o fiéis a receber a comunhão na mão, conforme ordenado pelo bispo, dom Eduardo María Taussig, na ocasião da pandemia de Covid-19.

Essa indisciplina generalizada tornaria impossível encontrar formadores adequados para o seminário entre o clero. Daí o fechamento.

Um dos padres, que por razões óbvias preferiu permanecer anônimo, explicou a Los Ande a posição de seus colegas sacerdotes:

“ Não é desobediência à Igreja, porque a Igreja universal permite que os fiéis recebam comunhão na boca ou na mão; é seu direito e não pode ser negado . E existem maneiras de cumprir a parte da saúde sem comprometer esse direito. É contra uma ocorrência dele (ndr o bispo) »

Assista:

Traduzido de InfoCatólica

 

Ajude a manter nosso apostolado. Clique aqui para visitar nossa Loja Virtual

 

Curta nossa Página: