Categorias
Mundo

Salesiano argentino profana o sacramento ao oficiar falso casamento religioso entre homem e transexual

 

O salesiano argentino Fabián Colman “oficiou” no sábado passado um falso casamento religioso entre um homem e uma transexual, no que é uma zombaria da fé católica, uma profanação em toda a regra e um escândalo que será denunciado à Santa Sé.

A cerimônia religiosa teve muitos dos componentes tradicionais de um casamento católico, embora obviamente não tenha sido registrado como casamento no registro paroquial e diocesano.

A farsa aconteceu a partir das 18h40, hora local, na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, localizada no centro da cidade de Ushuaia (Diocese de Río Gallegos) e pertencente à comunidade salesiana.

Os cônjuges eram Victoria Castro, pessoa trans, 46 anos, e Pablo López Silva, 54, tutores legais de três menores adotados, que contraíram casamento civil em 2011, mas que, desde então, manifestaram o desejo de reafirmar sua união através do culto religioso.

«Falámos com o padre Fabián, com a ideia de fazer esta cerimónia, e ele aceitou. Ele nos disse que apenas avalia a capacidade de amar das pessoas. Claro que ele consultou o bispado, mas pessoalmente ele sempre foi predisposto “, disse Victoria.

A transexual entrou na igreja com a marcha nupcial e, durante o ato religioso oficiado pelo pároco Fabián Colman, com a anuência do bispado regional, foi lido o Evangelho, feita a promessa de fidelidade do casal, o Pai Nosso e a Ave Maria e os protagonistas da farsa e vários dos 60 paroquianos presentes comungaram.

«É um momento muito significativo para o coletivo LGBTIQ +, porque é um lugar que nos foi negado, como tantas outras coisas. É por isso que pensamos nisso como um ato de reconciliação e como uma volta para casa, neste caso a casa de Deus ”, disse Victoria Castro ao Télam.

A pessoa trans, toda vestida de preto e com um buquê de flores nas mãos, rodeada por um laço com as cores do orgulho gay, explicou que a cor de seu vestido era uma homenagem a “todos os companheiros que não puderam atender este Sonhe”.

O pároco Fabián Colman, salesiano, afirmou na homilia que “a Igreja é de todos e, quando digo todos, são todos”.

Ambos estão atualmente servindo como funcionários do governo na Terra do Fogo: Victoria é a Subsecretária de Diversidade da província e Pablo é o Secretário de Educação.

Por isso, um dos presentes à cerimónia foi o próprio governador provincial, Gustavo Melella, bem como vários membros do seu gabinete.

Outra presença reconhecida foi a da ex-governadora Fabiana Ríos, durante cuja gestão, em 2009, foi celebrado o primeiro casamento no país e na América Latina, entre duas pessoas do mesmo sexo.

O caso chegará a Roma

A InfoCatólica soube que este falso casamento religioso vai ser denunciado oficialmente perante a Santa Sé e perante a Congregação Salesiana, com um pedido expresso de intervenção do seu Reitor-Mor, Padre Ángel Fernández Artime.

Traduzido de InfoCatólica, com informação de Agências