Categorias
Mundo

Feministas põem fogo em Igreja com fiéis dentro durante a missa

Um grupo de cerca de 100 feministas ateou fogo em uma igreja católica de Medellín, Colômbia, enquanto 50 fiéis assistiam à missa em 28 de setembro. O crime se deu durante marcha do dia da “ação global por um aborto legal e seguro”, data instituída em 1990 no V Encontro Feminista Latino-Americano e Caribenho, realizado em San José (Costa Rica).

Segundo o jornal El Colombiano, tudo começou por volta das 18h30 (hora local), quando se celebrava a missa na paróquia Santo Inácio de Loyola, em Medellín.

O pároco, padre Guillermo Zuluaga, disse a El Colombiano que cerca de 100 mulheres foram à praça onde fica a igreja, gritando frases abortistas. Ao ouvir a manifestação, um grupo de fiéis correu para fechar as portas para impedir a entrada da multidão.

O fechamento das portas teria exaltado ainda mais as feministas, que passaram a pichar as portas e paredes da igreja. Depois, ficaram mais violentas e arrancaram as grades e atearam fogo a uma das portas de madeira.

“Havia muito pânico, porque como começaram a queimar as portas, as pessoas pensaram que iam queimá-la”, disse o padre Zuluaga.

Vários dos fiéis usaram extintores de incêndio para evitar que as chamas se propagassem. Depois de uma hora, seis mulheres que se identificaram como “garantidoras dos direitos humanos”, chegaram para tentar acalmar a tensão gerada pelo grupo feminista, causando mais episódios de violência e uma mulher ficou ferida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quando os ânimos se acalmaram, os fiéis conseguiram sair da igreja pelas portas do escritório paroquial.

Testemunhas disseram a El Colombiano que por volta das 23h, outro grupo de pessoas de fora da paróquia chegou para cobrir com tinta cinza as pichações da tarde, causando assim mais danos ao patrimônio.

As pessoas têm o “direito de expressar suas opiniões e pontos de vista, mas sempre com respeito e tolerância”, disse o sacerdote. “Esta não foi uma manifestação a favor de uma ideia, foi uma expressão de violência”, lamentou o padre Zuluaga.

O pároco caluculou o prejuízo em cerca de 15 a 20 milhões de pesos (cerca de R$ 21 mil a R$ 28 mil). “É uma porta centenária e a fachada é uma pedra bicentenária, com mais de 200 anos”, disse o padre Zuluaga à estação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A paróquia de Santo Inácio de Loyola tem estilo colonial e fica no centro da cidade de Medellín, na praça Santo Inácio. Sua construção começou em agosto de 1803.

Fonte: ACI Digital


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE