Catedral de Nantes sofre incêndio criminoso

A catedral de Nantes (França) sofreu um grande incêndio nesta manhã de sábado. Vários bombeiros vieram para combater o desastre e o incêndio que só pôde ser controlado depois de várias horas após o início.

InfoCatólica ) A polícia implantou-se em torno da catedral e a área foi isolada enquanto muitos moradores assistiam à cena com espanto. Segundo várias testemunhas, os órgãos da catedral poderiam ter sido destruídos.

O chefe de bombeiros local, Laurent Ferlay, disse a repórteres que 104 bombeiros ainda estavam no local para garantir que o incêndio estivesse completamente sob controle.

Semente duas horas depois da chegada dos bombeiros, o pessoal da brigada de incêndio declarou que o incêndio estava sob controle.

O incêndio explodiu atrás do grande órgão, que foi completamente destruído, disse ele. Os vitrais na frente da catedral foram arrancados. No entanto, o dano não foi tão ruim quanto se temia inicialmente.

“Não estamos no cenário de Notre-Dame de Paris. O teto não foi tocado”, disse Ferlay.

Johanna Rolland, a prefeita de Nantes, chegou ao local e o primeiro-ministro francês, Jean Castex, deve fazê-lo ao longo do dia.

Causa

As autoridades francesas iniciaram uma investigação criminal sobre o grande incêndio que eclodiu na catedral na cidade francesa de Nantes. As chamas explodiram os vitrais e destruíram o grande órgão do edifício do século XV.

O promotor Pierre Sennes disse a repórteres que  as primeiras análises apontam que o incêndio ocorreu em três diferentes origens, indicando que foi provocado. As investigações policiais já foram iniciadas para determinar os culpados. 

 

Ajude a manter nosso apostolado. Clique aqui para visitar nossa Loja Virtual

 

Outro incêndio já devastou a catedral de Nantes em 1972 . Então, a agulha desabou e grande parte do teto foi reduzida a cinzas. 

A catedral gótica, cuja construção começou em 1434 e terminou em 1891, é o terceiro edifício construído naquele local. A primeira catedral foi construída no século VI e uma segunda catedral romana no século XII.