Categorias
Brasil

Após invasão e ameaças, Catedral de Campo Mourão é fechada

A decisão foi tomada após ataques sofridos pela igreja na quinta-feira. Conforme relatado pela Diocese, um grupo roubou e xingou fiéis que estavam em adoração ao Santíssimo Sacramento.

A Diocese de Campo Mourão informou na manhã desta sexta-feira (05), que a Catedral São José foi fechada e suspendeu as celebrações temporariamente. A decisão foi tomada após ataques sofridos pela igreja na quinta-feira (04).

De acordo com informações divulgadas através de uma nota, a catedral foi invadida por um grupo de pessoas que gritaram, xingaram, roubaram fiéis que estavam rezando no local e ameaçaram de morte alguns funcionários.

A administração da Catedral São José então decidiu fechar a igreja e suspender todas as atividades até sábado (06), às 19h.

“Para que possamos fazer as devidas denúncias e favorecer a tranquilidade emocional de nossos funcionários”, esclareceu a igreja. 

Leia também
Massacre em igreja é evitado pela presença de pessoas armadas no local

Confira a nota divulgada pela diocese:

Caríssimos irmãos e irmãs da Comunidade Paroquial da Catedral e população em geral de Campo Mourão e região

A Paróquia São José, ao longo destes quase 80 anos de existência, tem sido lugar referencial para a vivência da fé cristã e cultivo dos valores fundamentais da vida e do respeito humano.

Ao longo destes últimos anos, temos encontrando grandes dificuldades quanto a segurança e o respeito para com esse espaço sagrado.

No dia de ontem, 4 de agosto, dia particular de oração, com Adoração Eucarística durante todo o dia, a catedral em seu recinto interno passou por grandes constrangimentos: foi invadida por pessoas que gritavam, xingavam, roubaram pessoas que estavam rezando e, o que ainda é mais grave, ameaçaram com palavras e atitudes os funcionários, intimidando e prometendo matá-los.

Diante desta situação hoje, após a missa das 7 da manhã, tomamos a decisão de fechar a catedral, suspendendo todas as celebrações, até este próximo sábado, ás 19 horas, para que possamos fazer as devidas denúncias e favorecer a tranquilidade emocional de nossos funcionários.

Pedimos, encarecidamente, a todas as autoridades competentes e à população geral que nos ajude a buscar caminhos que possam garantir a nossa segurança, a integridade das pessoas no centro de Campo Mourão c, sobretudo, o sagrado direito de bem viver a sua fé com respeito, tranquilidade e fervor.

Que São José, nosso protetor, junto a Deus, interceda em favor de todos nós e nos auxilie na busca de soluções.

Leia também
Massacre em igreja é evitado pela presença de pessoas armadas no local