Categorias
Vaticano

“A Igreja Católica nunca se calará sobre o aborto!” denuncia presidente dos Bispos da Polônia

 

A decisão do tribunal constitucional polonês que proíbe o aborto por malformação do feto continua a provocar todo tipo de reação no país eslavo. Diante da ameaça do presidente Duda de ceder a uma nova lei que permitiria o aborto se o feto não sobrevivesse após o parto, o presidente da Conferência Episcopal Polonesa lembrou a posição da Igreja: nenhum aborto é legal.

A decisão do Tribunal Constitucional de Varsóvia sobre a ilegalidade do aborto em casos de malformação fetal grave “é uma confirmação do direito constitucional” e “é fiel à Declaração Universal dos Direitos do Homem”, afirmou hoje o Presidente dos Bispos Polacos, Mons. Stanisław Gądecki.

A decisão, que foi emitida em 22 de outubro e deveria ser publicada em 2 de novembro, tem oposição pacífica e violenta de amplos setores da sociedade civil polonesa, especialmente em áreas urbanas e entre a população jovem que se manifesta diariamente em muitas cidades. Diante deles estiveram fiéis católicos dispostos a defender o direito à vida, aos templos e à fé.

Os manifestantes, que se opõem à nova legislação e pedem a liberalização da lei do aborto, que na Polônia é mais rígida do que em outros países, culpam a Igreja Católica pelas restrições adicionais introduzidas pela legislação atual.

«A Igreja não só sempre defendeu a vida e continuará a fazê-lo no futuro, mas não pode silenciar sobre a necessidade de proteger todos os seres humanos, desde a concepção até a morte natural », disse Dom Gądecki.

Ele também destacou que “do ponto de vista da fé, a vida humana é sagrada e inviolável”. O prelado apontou o dedo a alguns grupos de pressão ideológica e financeira para “promover o direito ao aborto” em grande escala “para ganho político”.

No entanto, o presidente do episcopado polaco acrescentou que a Igreja “não deve aliar-se a nenhum partido político”, visto que “tem a sua própria missão salvífica, bem como a obrigação de defender a verdade revelada sem transigir e, com base nesta verdade, apóie o plano de Deus no mundo em que você vive.

Traduzido de InfoCatólica