Categorias
Notícias Vaticano

Semana Santa do Papa Francisco não terá público devido ao coronavírus

 A Prefeitura da Casa Pontifícia informou que, devido à pandemia do coronavírus COVID-19, as celebrações da Semana Santa do Papa Francisco no Vaticano acontecerão sem público.

Em um aviso publicado no site da Prefeitura da Casa Pontifícia, informa-se que, “devido à atual emergência sanitária internacional, todas as Celebrações Litúrgicas da Semana Santa serão realizadas sem a presença física dos fiéis”.

A Prefeitura da Casa Pontifícia é o escritório do Vaticano responsável por distribuir as entradas ou bilhetes gratuitos que dão acesso aos peregrinos às audiências gerais e outras celebrações litúrgicas presididas pelo Santo Padre.

No horário conhecido até o momento, a celebração do Domingo de Ramos deve ser realizada na Praça de São Pedro, no próximo dia 5 de abril, enquanto a Missa do Crisma da Quinta-feira Santa será celebrada em 9 de abril, na Basílica de São Pedro.

A celebração da Paixão do Senhor deve ser realizada na Basílica de São Pedro, em 10 de abril, enquanto a Via Sacra deveria ocorrer nesse mesmo dia, no Coliseu Romano.

A Vigília Pascal deve ser celebrada no dia 11 de abril, na Basílica de São Pedro, enquanto a Missa do Domingo da Ressurreição deveria acontecer em 12 de abril, junto à tradicional saudação Urbi et orbe no mesmo dia, na Praça de São Pedro.

Todas essas liturgias acontecerão sem público. Não se sabe ainda se os lugares designados para as celebrações se manterão ou não.

O aviso da Prefeitura indica ainda que “até 12 de abril de 2020, as Audiências Gerais do Santo Padre e a recitação da Oração Mariana do Ângelus dos dias de domingo estarão disponíveis apenas em transmissão ao vivo pelo Vatican News: www.vaticannews.va“.

Atualmente, a Itália tem uma série de restrições até o próximo dia 3 de abril para fazer frente À pandemia do coronavírus. A principal é que os cidadãos não saiam de casa, para evitar um maior contágio da doença.

Com mais de 1250 mortos até o sábado, a Itália é o país com mais vítimas mortais por coronavírus fora da China. Calcula-se que no país europeu há quase 18 mil casos confirmados.

Via ACI Digital