Categorias
Santo do Dia

São João Evangelista, o discípulo amado de Jesus – 27 de Dezembro

SANTO DO DIA – 27 DE DEZEMBRO – SÃO JOÃO
Apóstolo e evangelista (+100)

João – ‘o discípulo que Jesus amava’ e ao qual confiou sua mãe do alto da cruz – era galileu, filho de Zebedeu e irmão de são Tiago Maior. Pescador de profissão, oriundo de Betsaida, como os outros dos célebres pescadores, Pedro e André.

É provável que, por sua qualificação de pescador, o Sinédrio – depois da Ascensão de nosso Senhor – o tenha considerado ‘homem iletrado e sem posição social’, mas quem lê o quarto evangelho dá-se conta da audácia do pensamento de João, que os cristãos chamavam ‘o Teólogo’ por autonomásia. Mais inclinado à contemplação que à ação, é o protótipo das almas consagradas.

Está entre os íntimos de Jesus, mais próximo do Mestre nos momentos solenes, como na Última Ceia; está junto a Jesus moribundo na cruz e recolhe suas últimas palavras. À diferença dos outros apóstolos, João não era casado e manteve tal estado na sua longa existência consumida a serviço do Evangelho.

Antes de continuar a leitura, assista o vídeo e conheça mais sobre São João:

É o autor do quarto evangelho, centrado na divindade de Cristo desde a primeira linha, no qual, como a águia (símbolo de João), já no primeiro bater de asas eleva-se às vertiginosas alturas do mistério trinitário: ‘No princípio era o Verbo e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus’.

É também autor de três cartas canônicas e do Apocalipse (o ‘livro da Revelação’ ou livro profético, que finaliza o cânon bíblico), no qual é preconizado o triunfo do Redentor e de sua Igreja, a infâmia das perseguições que lhe obstruem o caminho.

A luta do poder das trevas contra ela durará sempre nesta terra, mas a Igreja sairá vencedora. O ‘Filho do Homem’ – assim o chamou o Mestre – era, portanto, de temperamento ardente, alheio aos compromissos como às exaltações. E talvez nesse ponto resida o segredo da inefável amizade que o ligava a Jesus.

Depois de Pentecostes, passou grande parte de seus anos em Éfeso e na ilha de Patmos. Constitui lenda que ele tenha sido lançado numa caldeira com óleo fervente, em Roma, e saído ileso. João morreu em Éfeso, em idade avançada.

Do livro: ‘Os Santos e os Beatos da Igreja do Ocidente e do Oriente’, Paulinas Editora.

São João Evangelista

O nome deste evangelista significa: “Deus é misericordioso”: uma profecia que foi se cumprindo na vida do mais jovem dos apóstolos. Filho de Zebedeu e de Salomé, irmão de Tiago Maior, ele também era pescador, como Pedro e André; nasceu em Betsaida e ocupou um lugar de primeiro plano entre os apóstolos.

O apóstolo São João foi quem, na Santa Ceia, estava deitado no ombro de Jesus e, foi também a João que Jesus disse: “Filho, eis aí a tua mãe” e, olhando para Maria disse: “Mulher, eis aí o teu filho”. (Jo 19, 26s).

Quando Jesus se transfigurou, foi João, juntamente com Pedro e Tiago, que estava lá. João é sempre o homem da elevação espiritual, mas não era fantasioso e delicado, tanto que Jesus chamou a ele e a seu irmão Tiago de “filhos do trovão”.

João exortava continuamente os fiéis ao amor fraterno, como resulta das suas três cartas, acolhidas entre os textos sagrados. Escritor do Livro do mais misterioso e rico em esperanças, o Livro do Apocalipse, São João teria morrido com 94 anos, segundo Santo Epifânio.