Categorias
Mundo

PEDIDO DE ORAÇÃO: Cardeal Burke no Ventilador devido ao COVID-19

O cardeal Raymond Leo Burke, 73, foi internado no hospital devido ao coronavírus e foi conectado a um ventilador.

O cardeal americano relatou em 11 de agosto por meio do Twitter que estava infectado com o coronavírus e pediu orações por sua recuperação.

Através do mesmo relato, publicaram o seguinte tweet:

“O cardeal Burke foi internado no hospital com COVID-19 e está sendo assistido por um ventilador. Os médicos são encorajados por seu progresso. Ele rezou fielmente o Rosário por aqueles que sofriam do vírus. Nesta Vigília da Assunção, rezemos agora por ele o Rosário.

Convidamos os leitores a invadir o céu com orações pela recuperação completa do Cardeal Burke, especialmente através do rosário por sua intenção, mas também com um pedido para que Nossa Senhora de Guadalupe interceda em nome de sua Eminência e que Deus o restaure à saúde. O Cardeal Burke é um bom e santo pastor. Por favor, Deus, esteja com ele agora em sua hora de grande necessidade.

Quem é o Cardeal Burke?

O Cardeal Raymond Leo Burke nasceu em Wisconsin, EUA, no dia 30 de junho de 1948.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estudou no Holy Cross Seminary, em La Crosse, Wisconsin, e depois na Catholic University of America em Washington. Em 1971 foi a Roma completar seus estudos em Direito Canônico, na Universidade Gregoriana, onde obteve o seu doutorado em 1984.

No dia 29 de junho de 1975, foi ordenado sacerdote pelo Papa Paulo VI. Em 1994, foi sagrado bispo da diocese de La Crosse pelo Papa São João Paulo II; em 2003, arcebispo de St. Louis, província eclesiástica de Milwaukee.

O Papa Bento XVI, em 2008, o nomeou Prefeito do Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica, do qual ele já era membro e presidente da Suprema Corte do Estado do Vaticano. Mais tarde, no consistório de 20 de novembro de 2010, foi elevado a cardeal pelo Papa Bento XVI.

Como Cardeal, sempre seguiu uma linha tradicional, propondo a Doutrina da Igreja Católica por meio da chamada “hermenêutica da continuidade”, termo apresentado e proposto pelo Papa Bento XVI, que propõe que o Concílio Vaticano II deve ser interpretado em total coerência com a doutrina que sempre foi ensinada pelos papas predecessores a este Concílio e no quadro de todos os outros Concílios da Igreja. Esta conceção opõem à “hermenêutica da rutura” que veria no Concílio Vaticano II uma refundação da Igreja que permitiria uma alteração dos dogmas e da fé.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Atualmente é o patrono da Ordem Soberana e Militar de Malta, nomeado pelo Papa Francisco.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE