Categorias
Mundo Notícias

Igreja polonesa quer mais missas em meio a surto de coronavírus

As igrejas na Polônia devem aumentar o número de missas dominicais para evitar que muitas pessoas se reúnam ao mesmo tempo, disse o chefe da conferência dos bispos poloneses.

“Assim como os hospitais tratam doenças do corpo, a igreja está lá para curar doenças da alma. É por isso que é inimaginável que não devemos orar em nossas igrejas ”, disse o arcebispo Stanislaw Gadecki.

“Com relação às demandas do inspetor-chefe de saneamento, para que não haja reuniões de massa, pedimos a ampliação – se possível – do número de missas dominicais nas igrejas, para que o número apropriado de fiéis possa participar de uma missa. em um determinado momento. “

O arcebispo Gadecki acrescentou que os católicos idosos e doentes podem ficar em casa e assistir à missa na televisão ou ouvir rádio.

Seu conselho é dado quando Roma suspende todas as missas públicas até o dia 3 de abril devido ao atual surto de coronavírus.

“A Igreja de Roma … assume uma atitude de total responsabilidade para com a comunidade, na consciência de que a proteção contra o contágio requer medidas ainda drásticas, especialmente no contato interpessoal. Portanto, até a mesma data de 3 de abril, as celebrações litúrgicas comunitárias são suspensas ”, disse o cardeal Angelo De Donatis, vigário geral de Roma, na noite de domingo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As igrejas permanecem abertas para a oração particular.

Traduzido de CatholicHerald


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE