Categorias
Mundo

Crise vocacional: Mais bispos que padres serão ordenados na Irlanda, neste ano

A grave crise das vocações sacerdotais na Irlanda fará com que este ano mais novos bispos sejam ordenados na Irlanda do que novos padres.

No próximo domingo, o Arcebispo de Tuam, Michael Neary, ordenará o Rev. Shane Costello como sacerdote na Basílica de Knock. Será a única ordenação sacerdotal ao longo deste ano para as 26 dioceses do país.

Um porta-voz dos bispos irlandeses disse ao Irish Independent que a ordenação do novo bispo de Achonry, o bispo eleito Paul Dempsey, ocorrerá em 30 de agosto, enquanto o novo bispo de Kilmore, o bispo eleito Martin Hayes, será ordenado mais tarde, em setembro.

Isso não é sustentável, não temos ninguém para vir atrás de nós, disse o padre Paddy Byrne, pastor de Abbeyleix e Ballyroan, Co Laois. O padre descreve a situação como “abismal”.

O P. Byrne, que aos 46 anos é o segundo sacerdote mais jovem da Diocese de Kildare & Leighlin, disse ao Irish Independent que a Igreja Católica estava a passar por uma “verdadeira crise vocacional” e que isso se tornou evidente com o resultado da pandemia Covid-19. “Em nossa diocese e em todas as dioceses do país, os padres continuam a se entregar abnegadamente e muitos deles estão assumindo plena responsabilidade pela administração das paróquias já na casa dos 80 anos”.

As consequências da falta de padres e do perfil de envelhecimento do clero tornaram-se mais claras com o encerramento do coronavírus, porque a maioria do clero em muitas dioceses tem mais de 70 anos e por isso teve de ser confinado.

O Padre Byrne enfatiza que seus comentários são feitos como alguém “apaixonado pelo meu ministério e muito preocupado com o meu futuro”. Ele considera o sacerdócio “profundamente satisfatório”. O padre explicou que neste verão havia assumido a responsabilidade por uma terceira paróquia.

Na Irlanda rural, vimos a perda da agência dos correios e muito em breve perderemos o padre“, disse ele.

Traduzido de InfoCatólica