Categorias
Vida de Oração

Como viver bem o Tempo da Quaresma

A Quaresma é tempo de meditar a paixão de Jesus Cristo para se compreender a grandeza do amor de Deus por nós e assim, nos motivarmos a ama-lo verdadeiramente deixando os pecados e seguindo seus mandamentos.

Afirmam os santos padres que foi a Quaresma instituição dos apóstolos para honrarmos e imitarmos o jejum de Nosso Senhor Jesus Cristo, satisfazermos a Justiça Divina, e assim preparamos a digna celebração da Páscoa. Portanto com sua sabedoria e conhecendo nossas necessidades, a Santa Igreja instituiu este tempo de graças especiais onde podemos nos voltar mais para as coisas do alto, abandonando tudo que não é agradável a Deus num esforço de conversão.

A Quaresma é um tempo de penitência em que nós devemos nos retirar do mundo, deixando de lado as ocupações mundanas que não são nossos deveres de estado, ou seja, é um tempo em que nós devemos nos afastar mais do barulho do mundo, das diversões do mundo e e assim nos aplicarmos de maneira especial a oração e a meditação da palavra. Devemos nos empenhar especialmente na mortificação e a busca das virtudes que nos são necessárias para podermos viver na graça de Deus.

Conversão significa mudança de vida, e essa mudança de vida deve nos aproximar, necessariamente de Deus. Não é suficiente dizer da boca para fora que é convertido e segue a Jesus, mas é necessário realmente sinceridade na forma de pensar e agir. Nossa referência deve ser sempre a Doutrina da Santa Igreja. Se vivermos de acordo com a Doutrina da Santa Igreja, não erraremos.

Antes de continuar a leitura, assista esta excelente formação sobre como viver bem o tempo da Quaresma:

Sugestões de penitências e mortificações na quaresma

1) Penitências gastronômicas:

  • Trocar a carne por peixe, ovos ou queijo (ou mesmo comer puro)
  • Comer menos arroz, feijão, pão, macarrão, para sair da mesa com um pouco de apetite
  • Eliminar todos doces, refrigerantes, chocolate e demais guloseimas
  • Nas refeições, acrescentar algo que seja desagradável, como diminuir a quantidade de sal ou colocar um condimento que quebre um pouco o sabor
  • Comer algum legume ou verdura que não se goste muito
  • Diminuir ou mesmo tirar as refeições intermediárias (como o lanche da tarde).
  • Tomar café sem açúcar, ou água numa temperatura menos agradável
  • Reservar algum dia para o jejum total ou parcial

2) Penitências corporais:

(apenas para ajudarem a não perdermos o sentido do sacrifício ao longo do dia, a não sermos relaxados, devendo ser pequenas e discretas).

  • Dormir sem travesseiro
  • Sentar-se apenas em cadeiras duras
  • Rezar alguma oração mais prolongada de joelhos
  • Não usar elevadores ou escadas rolantes
  • Trabalhar sem se encostar na cadeira
  • Cuidar da postura corporal
  • Descer um ponto antes do ônibus e fazer uma parte do caminho à pé
  • Deixar de usar o carro e pegar um transporte coletivo

Leia também: Quarta-Feira de Cinzas, dia de jejum e a abstinência

3) Penitências Morais (são as mais importantes):

  • Não reclamar das contrariedades do dia, mas agradecer e louvar a Deus
  • Sorrir sempre, mesmo quando haja um nervoso
  • Moderar a frequência às redes sociais, celular e computador (reduzir a poucas vezes ao dia)
  • Desligar as notificações do celular
  • Fazer os serviços mais incômodos na casa e no trabalho, ajudando os outros
  • Acordar mais cedo para fazer oração
  • Não ouvir música no carro
  • Não assistir TV, mas dedicar este tempo à leitura
  • Não usar jogos eletrônicos, caso seja viciado
  • Fazer algum trabalho voluntário
  • Rezar mais pelos outros, do que por si mesmo
  • Reservar dinheiro para dar esmolas, mas sobretudo atenção aos mendigos
  • Falar bem das pessoas que se gostaria de criticar
  • Ouvir as pessoas incômodas sem as interromper
  • Dormir no horário, mesmo sem vontade.