Categorias
Mundo

Bispos franceses protestam contra a limitação de 30 pessoas nas missas

 

Os bispos franceses protestaram, com um comunicado, sobre a questão da capacidade nos locais de culto, que Enmanuel Macron anunciou esta semana será de 30 fiéis, independentemente do tamanho do templo.

“É com pesar que a Conferência Episcopal Francesa toma conhecimento de que, para este domingo, permanece a capacidade de 30 pessoas por local de culto para as celebrações. Após o apelo do Presidente da República ao final do discurso de terça-feira, 24 de novembro, esperava-se a retificação desta medida e o estabelecimento de uma “capacidade realista” para o dia 28 de novembro. Não tem sido assim! ”, Lamentam os prelados.

“O primeiro ministro explica sua firmeza pela situação epidemiológica; entretanto, os protocolos apresentados pelas diferentes religiões poderiam ter tornado as decisões mais fáceis de aplicar e justas ”, continua o escrito.

O episcopado francês “interroga-se sobre os verdadeiros critérios utilizados pelo Governo para definir as condições deste confinamento. É claro que seitas não são negócios, mas tratar as religiões dessa maneira é considerar a fé de milhões de crentes um acessório. Este é um erro grave para toda a nossa sociedade ”, afirmam os bispos.

“O primeiro-ministro prometeu abrir a discussão sem demora para permitir o mais rápido possível uma capacidade proporcional ao tamanho dos prédios. A Conferência Episcopal da França apela a uma consulta autêntica mais eficaz para chegar a um acordo. Neste contexto, reserva-se sempre o direito de utilizar os meios legais adequados ”.

Os bispos da França reafirmam “o compromisso total e total dos católicos na luta contra esta epidemia e seu desejo de servir ao bem maior de nossa sociedade”, conclui o comunicado.