Categorias
Mundo

Bispo convoca ato de desagravo após Igreja em MG ser profanada

 

Uma igreja em Mendes Pimentel (MG) foi alvo de profanação na noite de sábado, 6 de março, quando partes do templo e imagens sagradas foram destruídos e hóstias consagradas espalhadas no chão. Diante desse “fato gravíssimo”, o Bispo local convocou um ato de desagravo.

O fato ocorreu na comunidade São Vicente de Paulo, pertencente à Paróquia Senhor Bom Jesus, da Diocese de Teófilo Otoni. Quebraram as janelas, telhado, bancos, móveis e todas as imagens sacras da igreja e, deixaram as hóstias consagradas jogadas pelo chão da capela destruída.

Os danos foram descobertos no domingo e, portanto, a Diocese afirma que o ato de profanação deve ter acontecido na noite de sábado. Logo após verificar a destruição, a comunidade acionou as autoridades policiais, que já deram início a uma investigação.

De acordo com o pároco, Padre Erivelto Ferreira Alves, todos os fiéis católicos da localidade estão em choque pelo ocorrido.

Leia também:
Sacrilégio: Pastor protestante co-celebra e recebe comunhão na abertura da Campanha da Fraternidade

Em nota, o Bispo de Teófilo Otoni, Dom Messias dos Reis Silveira, manifestou sua solidariedade ao pároco e a toda a comunidade local diante desta “triste realidade”.

“Sabemos que a Igreja sempre sofreu perseguição. Templos são destruídos e vidas ceifadas. Mas, nada vai nos separar do amor de Cristo”, expressou o bispo, citando o Apóstolo São Paulo.

Segundo Dom Messias, “não foi simplesmente a igreja templo que foi atingida, mas a vida cristã do povo que aí vive”. Entretanto, indicou, “os fiéis têm uma marca batismal e essa marca vai permanecer” e, assim, “o templo será reedificado e a fé do povo fortalecida”.

O Bispo de Teófilo Otoni ressaltou ainda que “o ocorrido se trata de um fato gravíssimo e um pecado cujo perdão está reservado ao Santo Padre o Papa”.

Além disso, solicitou “que seja feito um Tríduo de desagravo na comunidade contando com a reza de um terço, uma procissão e uma celebração eucarística”.

Por fim, desejou que “Deus abençoe” os fiéis locais, “que trazem essa ferida exposta”, mas que irão se “reerguer” com “a graça divina e com a solidariedade”.

Fonte: ACI Digital

Leia também
Fiéis promovem ato de desagravo por sacrilégios em missa concelebrada por pastor