Categorias
Mundo

Vladimir Putin: “Enquanto eu for presidente, não haverá casamento gay”

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que “enquanto ele for presidente”, o casamento entre pessoas do mesmo sexo nunca será legalizado na Rússia. E também atacou a ideologia de gênero e a idéia de que um filho pode ter dois pais ou duas mães.

(Agências / InfoCatólica) Putin não apenas garantiu que não pretende aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Ele também disse:

«No que diz respeito ao ‘pai número um e pai número dois’, já falei publicamente e digo mais uma vez: enquanto eu for presidente, não haverá pai nem pai nem dois, haverá pai e mãe»

Putin respondeu, assim, à proposta da deputada Olga Batálina, cristã ortodoxa, de incluir na Constituição russa , cuja reforma está sendo debatida, a definição de  casamento segundo a lei natural e a moral cristã tradicional , ou seja, a união entre um homem e uma mulher

O presidente russo parece descartar que é necessário incluir tal definição de casamento no texto constitucional , garantindo ao mesmo tempo que sob sua presidência as uniões homossexuais não serão legalizadas.

Batálina lembrou que apenas dez anos atrás ninguém conseguia imaginar que as palavras “pai e mãe” fossem substituídas pelos conceitos “pai número um e pai número dois”.

«É uma realidade em alguns países. Isso despertou o desejo de alguns autores, que enviaram suas emendas. Eles querem cunhar na Constituição que a família é a união entre um homem e uma mulher ” , afirmou o deputado.

Nesse sentido, Putin respondeu que essa proposta é duvidosa e se refere às famílias em que um dos pais ou ambos estão desaparecidos .

« E se for uma família incompleta? Então que? Vamos especificar algumas perguntas. O casamento é uma união entre um homem e uma mulher e a família é um pouco diferente ”, disse ele.