Categorias
CNBB

Mais uma diocese promove a celebração da Santa Missa no Rito Tridentino

 

Na Diocese de Marabá-PA os fiéis foram agraciados com este tesouro da tradição e que deveria estar a disposição de todos os católicos.

A Santa Missa Tridentina, também conhecida como Missa de Sempre, Missa Tradicional ou Missa na Forma Extraordinária do Rito Romano, é a Missa como foi celebrada pela Igreja, com pequenas variações, desde o século VI até pouco menos de 50 anos atrás. Rito antiquíssimo e venerável, jamais abolido segundo a carta apostólica de sua santidade Bento XVI dada sob forma de motu proprio summorum pontificum e é portanto o verdadeiro tesouro da Santa Igreja.

Como filhos da santa igreja católica temos o desejo de conservar a riqueza da tradição que é a missa tridentina. Sua magnífica liturgia composta de piedade, reverência e adoração por parte dos que participam revelam ainda mais a majestade de nosso senhor Jesus Cristo que é dado em sacrifício de forma incruenta na celebração da santa missa. Em tal rito, não há espaço para profanações, sacrilégios, ambiguidades, abusos litúrgicos e consequentemente a sacralidade perdurará. A modéstia no vestir também se faz importante na composição de reconhecimento que nosso corpo pertence a Deus e é templo deste. Sendo que também estaremos diante do sacrifício do Rei dos céus e da terra. Contudo nossa vestimenta, ações, olhares e atitudes devem voltar-se para Deus.

Leia também
Bispo publica decreto provendo Missa Tridentina aos fiéis católicos em Formosa – GO

No rito tridentino o sacerdote celebra a missa em versus Deum (para Deus), como diz o cardeal Joseph Ratzinger: “nem padre nem povo deviam ser tão importantes a esse ponto de ser referência de alguma coisa. Quando padre e povo estão voltados para a mesma direção, para Deus. Eles não ficam se fechando em um círculo, não ficam olhando um para o outro, mas sim se tornam o povo de Deus peregrino que se dirigi ao oriente, de onde vem a luz”.

O acontecido ocorreu na Diocese de Marabá-PA, onde dois grupos de cidades distantes buscaram desde 2017 pela restauração da Santa Missa Tridentina na diocese. Ambos os grupos não se conheciam, mas movidos pela luz divina vieram salutar por uma causa em comum.

O primeiro grupo fica em Canaã dos Carajás, cidade pertencente a diocese de Marabá. Tudo começou quando um padre foi morar na cidade a mando do bispo. O reverendissímo padre fazia procissões extraodinarias na cidade, rezava em latim, cantava muitas músicas belas e antigas da igreja que incitavam ainda mais a espiritualidade e adoração ao nosso senhor com o apostolado da oração e realizava muitos sermões catequéticos da bela doutrina que abrange a história da igreja e a vida dos Santos. Com isso, muitos fiéis começaram a conhecer o tesouro que é a tradição da Santa Igreja Católica. Posteriormente alguns jovens foram com ele participar da celebração da Missa Tridentina no IBP( Instituto Bom Pastor ) de Belém, quase 800km de distância, da cidade onde habitavam, o que acabou gerando uma vontade de contínua e constante participação deste rito tão piedoso entre alguns jovens. Tempos depois um primeiro grupo foi criado sem o auxílio devido e sem conhecimento por onde começar, tendo como fim rapidamente, por não buscar uma das principais bases. Em Junho de 2019, dois jovens começaram a rezar juntos na Igreja em dias de exposição do Santissimo Sacramento, Via Sacra nas sextas feiras, e meses depois um pequeno grupo foi crescendo, tendo como seu princípio a oração, a busca pelo conhecimento da tradição e doutrina da Igreja católica.

Leia também
Fiéis viajam grandes distâncias em busca da Missa Tridentina

Assim relata um membro do grupo:

Em novembro quando estava rezando o terço com uma amiga, recebi o convite para participar das vias Sacras e adorações que um pequeno grupo de jovens fazia na igreja nos dias de quinta e sexta. Logo no começo eu aceitei, e me colocaram no grupo, no início não levei muito a sério por não saber exatamente nada sobre a Santa igreja.

Depois começaram os estudos e com o exemplo de vida dos membros, eu posso dizer que me interessei de verdade. Desse modo, procurei amadurecer e levar realmente a sério o que nos ensina a Santa igreja de Cristo. E com o passar do tempo, e de muito estudo, veio o momento em que teríamos que estudar sobre a Santa Missa de sempre (Tridentina), pois, era o principal foco do grupo. Com ajuda do grupo comecei a conhecer, e me encantei pela Missa Tridentina, pela santa igreja e por tudo à que a ela pertence.

Com o passar do tempo o apostolado veio a expandir o número de pessoas, e consequentemente eles foram recorrer ao Rev. Bispo da diocese solicitando a Santa Missa Tridentina em Marabá.

Conheça mais sobre a Missa Tridentina:
Missa Tridentina: o ápice da beleza da Liturgia e da Teologia