Categorias
CNBB

Católicos rezam o terço de joelhos em frente a casa do Presidente da CNBB pela volta das missas

 

Católicos pedem a misericórdia de Deus para a volta das missas presenciais.

Neste domingo (7) um grupo de católicos realizou um terço em frente da casa do Arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor, que atualmente é o presidente da CNBB.

As intenções do terço pediram a misericórdia de Deus, pelo retorno das missas presenciais e a conversão de Dom Walmor. Os católicos de Belo Horizonte e região estão sem missas presenciais e acesso aos sacramentos desde março deste ano.

Junto à foto, compartilhada centenas de vezes por católicos no facebook, encontramos a seguinte descrição: “Enquanto supermercados e bancos estão lotados, as igrejas estão vazias”.

Quarentena desnecessária ou cuidado em excesso?

Nesta segunda-feira (8) a OMS colocou dúvidas sobre a rigorosa quarentena implantada pelo mundo todo, e que a igreja no Brasil adotou com ainda mais rigor, fazendo uma espécie de Lockdown, impedindo fiéis de terem acesso aos sacramentos.

Durante entrevista na ONU, Maria Van Kerkhove, diretora do programa de emergências sanitárias da OMS, disse serem raros os casos nos quais pessoas assintomáticas transmitam o vírus.

Van Kerkhove reconheceu ainda que existem alguns estudos que deram conta de uma propagação assintomática em lares de idosos e em ambientes residenciais. Contudo, considera que é necessário investigar mais para recolher mais dados e conseguir responder verdadeiramente a essa questão.

Desde o início do Lockdown incentivado pela CNBB, quando o Brasil nem tinha mortes confirmadas, muitos fiéis católicos questionaram a possibilidade de fazer uma quarentena menos restritiva, na qual idosos e pessoas membros de grupos de risco manteriam um isolamento rigoroso, enquanto os mais jovens e pessoas que não convivem com pessoas do grupo de risco poderiam ter acesso às missas e sacramentos, tomando as devidas precauções orientadas pelas autoridades sanitárias competentes.

Vale ressaltar que o governo federal concedeu aos cultos religiosos a categoria de serviços essenciais, o que permite a abertura de templos religiosos mesmo durante a quarentena. Por outro lado a CNBB, inclusive na pessoa de seu presidente, já se pronunciou neste período criticando as medidas do governo federal com relação à pandemia.

Pelas redes sociais um comentário ganhou destaque: “Se a igreja ensina que devemos buscar os sacramentos com frequência, pois não sabemos o dia nem a hora, porque no momento que realmente corremos risco de morte nos impedem de recebê-los?”.