Categorias
CNBB

Após vazamento de vídeo íntimo, Bispo de Rio Preto renuncia

O bispo de São José do Rio Preto (SP), dom Tomé Ferreira da Silva, renunciou após o vazamento de um vídeo íntimo seu na sexta-feira, 13 de agosto. O pedido de renúncia foi aceito pelo papa Francisco nesta quarta-feira, quando também nomeou como administrador apostólico dom Moacir Silva, arcebispo de Ribeirão Preto.

“A Nunciatura Apostólica informa que o Santo Padre aceitou hoje o pedido de renúncia ao governo pastoral da Diocese de São José do Rio Preto, apresentada por S. Excia. D. Tomé Ferreira da Silva, nomeando, ao mesmo tempo, como Administrador Apostólico, o Exmo. Sr. D. Moacir Silva, arcebispo de Ribeirão Preto”, disse comunicado divulgado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O vídeo íntimo de dom Tomé vazou e foi compartilhado em redes sociais. Nas imagens, o bispo aparece, seminu, acariciando o órgão sexual durante uma videochamada. Segundo o site Diário da Região, de São José do Rio Preto, o bispo confirmou ser ele na gravação, mas não quis comentar o conteúdo alegando que precisava consultar sua assessoria jurídica antes de se pronunciar. O Diário afirmou ainda que dom Tomé “fez menção de procurar a Polícia Civil para investigar o caso”.

Dom Tomé Ferreira da Silva assumiu a diocese de São José do Rio Preto em 16 de novembro de 2012. Em 2018, o bispo de Santo Amaro (SP), dom José Negri, foi nomeado pela Santa Sé para apurar denúncia de que dom Tomé estaria acobertando padres acusados de pedofilia e pornografia e que ele próprio teria trocado mensagens de cunho sexual com um jovem. Dom Negri ouviu depoimentos de padres e seminaristas. Na época, disse ao site do Grupo Bom Dia, de São José do Rio Preto, que era “um trabalho interno da Igreja Católica” e alegou sigilo sobre os depoimentos.

Após essas denúncias e investigação, dom Tomé renunciou em setembro de 2018 às funções de coordenador regional da Arquidiocese de Ribeirão Preto e de moderador do Tribunal Eclesiástico Interdiocesano, que atende as cidades de São José do Rio Preto, Catanduva, Jales e Votuporanga que acumulava com a de bispo de São José do Rio Preto.

ACI Digital entrou em contato com a diocese de São José do Rio Preto, que informou não haver nenhum pronunciamento sobre a renúncia ou sobre o vídeo de dom Tomé Ferreira da Silva.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fonte: ACI Digital


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE