Categorias
Notícias Política

STF retoma hoje discussão sobre doação de sangue por parte de homossexuais

 

Discussão sobre a doação de sangue por homossexuais havia sido interrompida em outubro de 2017, após ministro Gilmar Mendes pedir vista.

Em debate no Supremo Tribunal Federal (STF) há quase quatro anos, a doação de sangue por homens homossexuais retorna à pauta da Corte nesta quarta-feira. Está previsto que os ministros decidam sobre o tema que historicamente divide autoridades da saúde e representantes de movimentos LGBT.

Leia o comentário da Deputada Católica Chris Tonietto sobre o assunto:

O STF deve retomar o julgamento da ADI 5543, a qual tem por objeto a declaração de inconstitucionalidade de portaria ministerial e resolução de órgão regulador que vedam doação de sangue por parte de homens que mantêm relações sexuais com outros homens (atualmente, para prevenir eventuais contaminações – por conta da alta incidência de doenças sexualmente transmissíveis entre homossexuais homens de vida sexual ativa –, exige-se um tempo mínimo de 12 meses sem relações sexuais com outros homens).

Trata-se de uma intromissão indevida e absurda de um pensamento ideológico em questão que deveria ter como principal árbitro a ciência! Não se pode expor a diversos riscos os inúmeros necessitados de transfusões de sangue de todo o Brasil por conta de uma suposição – com toda a evidência paranoica – de preconceito contra homossexuais que desejam doar sangue.