Categorias
Brasil

Mídia divulga morte de padre por insuficiência renal como se fosse covid-19

 

Arquidiocese de Brasília precisou emitir nota de esclarecimento, já que a paróquia ainda foi acusada de desrespeitar os protocolos sanitários.

Diversos veículos brasileiros de comunicação acusaram a Paróquia Cristo Redentor, de Taguatinga, no DF, de desrespeito aos protocolos sanitários durante o velório do pe. Cássio Augusto, falecido no último dia 15 após quase um mês de internação. Além disto, segundo a versão publicada por esses veículos, a causa da morte do sacerdote teria sido a covid-19.

Na vida real, o pe. Cássio vinha lutando havia muito tempo contra a insuficiência renal e estava iniciando o respectivo tratamento com diálise.

Ele chegou a ser diagnosticado com a covid-19 semanas atrás, mas, conforme os laudos médicos, já tinha se curado da doença causada pelo novo coronavírus. Ainda que ela possa ter influenciado, os médicos não a apontaram como a causa da morte do pe. Cássio.

A Arquidiocese de Brasília resolveu publicar uma nota sobre o episódio de desinformação:

ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

NOTA PÚBLICA ACERCA DO VELÓRIO DE PE. CÁSSIO AUGUSTO

Diante dos fatos noticiados quanto ao velório realizado na Paróquia Cristo Redentor, em Taguatinga, por ocasião do falecimento do Pe. Cássio Augusto, pároco da paróquia Nossa Senhora da Assunção, em Ceilândia, a Arquidiocese de Brasília informa que atendeu a todos os protocolos de segurança indicados pelo Poder Público, especialmente no que concerne às regras sanitárias pertinentes e necessárias face à pandemia de Covid-19.

Ainda sobre o velório, é importante fazer o registro de que o Pe. Cássio não veio a falecer por conta da Covid-19, como equivocadamente noticiado pela mídia, mas sim em decorrência de outras complicações de saúde. Embora tenha contraído a Covid-19, quando veio a falecer o Padre já estava curado da enfermidade, fato que altera os protocolos de segurança para o velório, uma vez que não há mais a possibilidade de contágio.

Por fim, a Arquidiocese de Brasília em nenhum momento procurou criar um cenário diferente daquele que é destinado à população em geral. Muito pelo contrário, tomou todas as cautelas necessárias à proteção não só dos familiares, mas também de toda a comunidade católica que foi prestar a última homenagem a quem dedicou toda a sua vida ao serviço dos irmãos.

O corpo de pe. Cássio Augusto foi sepultado no cemitério Campo da Esperança, no Plano Piloto. Que, na eternidade, ele desfrute do Abraço Eterno do Pai.

Fonte: Aleteia

ALERTA PARA O TEMPO DE ELEIÇÕES!

Espere, não vá embora ainda! Clique aqui para assistir uma formação essencial para nós católicos neste tempo de eleições: Como um cristão deve votar? Assista e compartilhe este vídeo com seus amigos e familiares: